quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

AVENTAL PORTA PREGADOR


Meninas,

Minha amiga Márcia (que também é artesã) me presenteou com este lindo avental.

Gostaram? É só encomendarem.

Bjks.


Tia Kyria  

A ORIGEM DO CROCHÊ


Boa tarde meninas,

Não vinha postando nada, por que o blog estava com problemas.
Mas agora, já está tudo ok e posso enviar novidades para vocês.
Hoje véspera de um feriado prolongado para São Paulo.
Um beijo a todas e um grande final de semana.



A ORIGEM DO CROCHÊ

Crochê ou Croché é uma espécie de artesanato feito com uma agulha especial que possui um gancho e que produz um trançado semelhante ao da malha ou da renda.
O crochê tunisiano, conhecido como crochê/tricô, utiliza uma única agulha, de gancho, onde consegue-se fazer os pontos.

A palavra foi originada de um termo existente no dialeto nórdico com o significado de gancho (que é a forma do bico encurvado da agulha utilizada para puxar os pontos), que também originou croc, que em francês tem o mesmo significado. Ninguém tem a certeza de quando ou onde o crochê começou. Segundo os historiadores os trabalhos de crochê tem origem na Pré-história. A arte do crochê, como a conhecemos atualmente, foi desenvolvida no século XVI. O escritor dinamarquês Lis Paludan tentou descobrir a origem do crochê na Europa e fundamentou algumas teorias. A mais provável é a de que o crochê se originou na Arábia e chegou à Espanha pelas rotas comerciais do Mediterrâneo. Também há indícios posteriores da técnica em tribos da América do Sul, que usavam adornos de crochê em rituais da puberdade. Na China, bonecas eram feitas com a mesma técnica. Entretanto, o autor afirma que não há evidência concreta sobre o quão antiga é a arte do crochê.
A origem mais provável vem da técnica de costura chinesa, uma forma primitiva de bordado que foi difundida no Oriente Médio e chegou à Europa por volta de 1700. Mas o crochê só começou a ser fortemente difundido em 1800. A francesa Riego de La Branchardiere desenhou padrões que podiam ser facilmente duplicados e publicou em livros para que outras pessoas pudessem começar a copiar os desenhos. Os trabalhos com a técnica do crochê podem ser realizados com qualquer tipo de fio ou material. Tudo depende da peça a ser executada: uma toalha delicada ou uma colcha, um casaco ou um tapete resistente. Atualmente usa-se a técnica para confeccionar variadas peças, tudo depende da criatividade de cada um.




Tia Kyria

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

PRECE HINDU

Bom dia!

Sexta feira linda e promessa de um grande final de semana.

É o que desejo a todos,  um ótimo final de semana.

A prece a seguir era a preferida de minha mãe e trago ela hoje para abençoar seus corações:

É maravilhoso, Senhor
meus braços perfeitos,
quando há tantos mutilados;

Meus olhos perfeitos,
quando tantos não têm luz;

Minha voz canta,
quando outras emudecem;

Minhas mãos trabalham
quando tantas mendigam.

É maravilhoso, Senhor:
voltar para casa
quando tantos não têm para onde voltar;

É bom: sorrir, amar, sonhar, viver;
quando tantos choram, odeiam e revolvem
pesadelos e morrem sem viver;

É maravilhoso, Senhor:
ter um Deus para crer
quando tantos não possuem o lenitivo 
de uma crença.

É maravilhoso, Senhor:
ter tão pouco a pedir
e tanto para agradecer. 
 
Beijos no coração de todos.
Tia Kyria

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

E A VIDA CONTINUA... RETORNAR Á VIDA DIÁRIA.

Bom dia a todos e que a Paz deste novo ano venha inundar o coração de todos. 

PAZ

A paz que trago hoje em meu peito é diferente da paz que eu sonhei um dia ...
 
Quando se é jovem ou imaturo, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silencio e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção.

Todavia, o tempo vai nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a vida nos oferece.

A paz está no dinamismo da vida, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé,,,

Ter paz é ter a consciência tranquila, é ter certeza de que se fez o melhor ou, pelo menos tentou...

Ter paz é assumir responsabilidades e cumprí-las, é ter serenidade nos momentos mais dificeis da vida.

Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que veem e boca que diz palavras que constroem.

Ter paz é ter um coração que ama...

Ter paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas águas se espreguiçam...

Ter paz é não querer que os outros se modifiquem para  nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas. 

Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade...

É ter forças para voltar atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer...

Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências.

A paz que hoje trago em meu peito é a tranquilidade de aceitar os outros como são, e a disposição para mudar as próprias imperfeições. É a humildade para reconhecer que não sei tudo e aprender até com os insetos.

É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo.

É melhorar o que está  ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.

É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela.

A paz que hoje trago em meu peito é a confiança naquele que criou e governa o mundo.

A certeza da vida futura e a convicção de que receberei das leis soberanas da vida, o que a elas tiver oferecido.

ESPERO QUE CONSIGA CONQUISTAR ESSA SENSAÇÃO DE PAZ 

NESTE ANO DE 2013